Europa acirra disputa para plataforma remunerar por notícias

A crise mundial entre jornais e gigantes da tecnologia para remunerar por notícias chegou a um marco importante em dezembro de 2020. O Reino Unido decidiu criar uma agência reguladora para impor limites às plataformas digitais, como Google e Facebook. Então, na Europa as empresas começam a ceder e o jornalismo a ganhar a disputa para remunerar por notícias.

A decisão de criar a Unidade de Mercados Digitais parte do Governo Federal e surgiu a partir de um estudo realizado pela Autoridade de Concorrência e Mercados. As medida só devem entrar em vigor em abril de 2021, mas as reações foram quase que imediatas. O Facebook anunciou que em janeiro vai lançar sua versão News no Reino Unido e então, remunerar por notícias os veículos locais. 

Veja mais

Google News Showcase é novidade remunerada para jornais

O Google decidiu ceder a pressão de veículos de comunicação de todo o mundo. Lançou um recurso para melhorar a entrega de notícias aos seus usuários e remunerar jornais. O Google News Showcase chegou ao Brasil em outubro de 2020. Ele possibilita que os jornais personalizem painéis chamados de Destaques, com as notícias mais relevantes e de qualidade. 

O painel de cada veículo de comunicação aparece no Google Notícias, conforme a escolha do leitor de seguir os jornais de sua preferência. A princípio o recurso está disponível apenas em celulares com sistema operacional Android, mas deve chegar ao iOS em breve. Além do Brasil, o Google News Showcase também está disponível na Alemanha e Canadá. Argentina, Reino Unido e Austrália devem ser os próximos países a receber o recurso.

Veja mais

Saiba a diferença entre público-alvo e persona para sites de notícias

O objetivo dos sites de notícias é ser o mais lido, seja no município, estado ou país, a busca é sempre por ser líder de audiência. Para isso, costumam  oferecem uma grande diversidade de informações, com pautas variadas e que agradem o maior número de pessoas. Nesse contexto, pode-se imaginar que não é possível especificar um público-alvo e uma persona para sites de notícias. Mas este é um passo possível e necessário para o negócio. 

Veja mais

8 filmes sobre jornalismo para relaxar e aprender

Jornalista que é jornalista adora um entretenimento de qualidade. Produções cinematográficas costumeiramente retratam a realidade das redações de jornais pelo mundo ou a rotina nada fácil de jornalistas. Filmes sobre jornalismo são uma boa pedida para quem quer refletir sobre a profissão ou só relaxar no tempo de folga. 

Veja mais

Web stories para notícias: a nova ferramenta para sites

Depois de dominar as redes sociais, agora os stories chegaram às notícias. As web stories para notícias são um novo recurso do Google para potencializar a propagação de informações relevantes na internet. O conteúdo voltado para celulares pode ser exibido em tela cheia e aparece como resultado de pesquisas no buscador. 

Com o recursos, sites de notícias podem divulgar informações no formato de stories e, se atenderem às diretrizes estipuladas pelo Google, poderão aparecer nas pesquisas. Para auxiliar veículos a aderir à novidade, a empresa preparou um guia com as recomendações necessárias para ativar as web stories para notícias. 

Veja mais

Nova regra libera posts patrocinados nas eleições 2020

Se algo em 2020 está igual aos anos anteriores, com certeza está errado. A Covid-19 mudou a forma como nos relacionamos, trabalhamos, nos alimentamos e também como vamos votar. As eleições 2020 estão chegando e, em uma parceria inédita, redes sociais se comprometeram a combater a desinformação e as Fake News junto com o Tribunal Superior Eleitoral. 

Veja mais

Branding e como ele influencia na audiência de sites de notícias

Como as pessoas enxergam a sua empresa? Qual a primeira coisa que vem à mente quando alguém ouve o nome do seu site de notícias? Claro que as respostas para estas perguntas variam muito, principalmente em relação ao grau de proximidade com a marca. Mas a maneira como você se apresenta é fator determinante para a impressão da sociedade. Isso é branding e ele pode influenciar na sua audiência. 

Veja mais

Sabe o que é a LGPD e como se adaptar às novas regras?

Em vigor desde o dia 18 de setembro de 2020, a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) revoluciona o tratamento dos dados pessoais no Brasil. A partir de agora as empresas precisam deixar claro quais dados do consumidor tem acesso e para que os utilizam. Clientes podem questionar empresas sobre seus dados a qualquer momento e é justamente para promover mais transparência e evitar vazamentos, que a lei foi criada.  

Veja mais