Google busca ideias para combater as Fake News sobre a vacina da Covid-19

O Google lançou um edital para selecionar projetos de jornalismo desenvolvidos para desmascarar Fake News  sobre a vacina para o coronavírus. A proposta é combater a desinformação sobre a vacina e o orçamento é de 3 milhões de dólares para iniciativas de todo o mundo. O Fundo Aberto Contra a Desinformação de Vacinas Covid-19 recebe inscrições até 31 de janeiro de 2021.

Veículos de comunicação de qualquer tamanho podem participar da seleção, mas o Google esclarece que projetos colaborativos e de natureza interdisciplinar terão prioridade. Além de combater Fake News sobre a vacina, o ideal é que as propostas atinjam públicos mais afetados pela desinformação, onde a verificação de fatos não chega. 

Inscrição e avaliação das propostas

O Google recebe inscrições até o dia 31 de janeiro de 2021 e precisa conter as descrições detalhadas do projeto, inclusive com previsão orçamentária. Formulários para preenchimento estão disponíveis na plataforma do Google News Initiative. As inscrições devem ser entregues em inglês e não serão aceitas em outro idioma. 

Um grupo formado por pessoas da  Equipe do Projeto do Google e do Júri vão avaliar todos os projetos de combate às Fake News sobre a vacina da Covid-19. Os candidatos também vão passar por entrevista e a equipe avaliadora vai fazer recomendações sobre os trabalhos.  

A equipe avaliadora é composta por funcionários do Google que trabalham em produtos de notícias, parcerias, UXR, bem como políticas públicas, pesquisa e confiança e segurança.

Propósito de informar

A Covid-19 fez mais de 2 milhões de vítimas fatais em todo o mundo até agora e a chegada da vacina começa a pôr fim ao pesadelo do vírus. Porém o estrago das Fake News sobre a vacina pode ter efeito prolongado e fazer mais milhares de vítimas. Em meio a tantas mentiras, muitos países enfrentam dificuldades para atingir números satisfatórios de vacinados. 

A fim de ajudar a parar a onda de Fake News, o edital do Google quer projetos que detectem e desmascarem as mentiras. É importante atingir um público amplo, com informações claras, precisas e acessíveis.Trabalhar de forma colaborativa e com profissionais da saúde são opções para atender as exigências e objetivos. 

Cada projeto pode receber até 1 milhão de dólares, o que deve representar cerca de 80% dos custos totais. Na inscrição deve conter todo o detalhamento de custos, que pode incluir pessoal, ferramentas e softwares, entre outros, respeitando a data de vigência.

Exemplos de projetos

Para nortear os jornalistas o Google elencou vários exemplos de projetos elegíveis, mas destaca que ideias idênticas às descritas são desclassificadas. Parceria entre projeto de verificação de fatos e veículos de comunicação comunitários é um exemplo de projeto. Banco de dados pesquisável sobre Fake News, ferramenta para ajudar os jornalistas a identificar desinformação também são opções. 

Projetos focados apenas em pesquisa, vinculados a fabricantes de vacina ou que  abordam outros assuntos além da vacina para a Covid-19, serão desclassificados. Todos os exemplos e mais informações sobre o edital do Google para combater Fake News sobre a vacina estão na página do projeto.