Conteúdo nacional ou segmentado: qual escolher?

Muitos sites de notícias, principalmente os mais novos, ainda convivem com essa dúvida. Optar por noticiar conteúdo nacional ou segmentado, com foco na cidade e região onde está inserido? É certo que para oferecer um bom leque de notícias regionais é necessário uma equipe de jornalistas estruturada. 

Dessa forma, a opção de investir em conteúdo nacional passa a ser uma alternativa viável para aqueles sites pequenos, com pouco recurso e estrutura. Quando bem trabalhado, com estratégia e a ajuda das redes sociais, o conteúdo nacional tem potencial para alavancar os acessos do site de notícias.

Quando o conteúdo nacional é boa opção?

Fatos inéditos, de extrema relevância ou mesmo curiosos, podem ser bons conteúdos para sites em início de carreira. Por mais que não gerem a sensação de proximidade e pertencimento no público, esse tipo de conteúdo desperta a curiosidade, que leva à leitura, comentário, compartilhamento e claro, aumento nos acessos do site.

Esse tipo de conteúdo funciona, mas quando há estratégia. Além disso, é necessário que haja muito cuidado na hora de compartilhar notícias de terceiros. É importante estar atento aos créditos de texto e imagem para evitar casos de plágio e processos judiciais, ou optar por sites institucionais como a Agência Brasil.

Critério de proximidade

A segmentação de conteúdo e público é uma tendência, principalmente conforme o site de notícias cresce e passa a ter condições de estruturar melhor a equipe. Principalmente por atender ao conceito de proximidade, quando a notícia interessa o leitor por causar pertencimento nele.

Sites com abrangência regional, em estados ou municípios, se destacam por noticiar informações pertinentes a um público específico. A escolha das pautas deve considerar o tamanho da cidade, o público que o site atinge e a relevância. Se a cidade é menor, é mais fácil ter notícias de interesse, mas se a cidade é grande os editores vão precisar definir a linha editorial.

Quando o público-alvo está consolidado é importante que o site aposte em notícias em tempo real, como forma de manter a audiência com relevância e qualidade. Por exemplo, um incêndio de grandes proporções, uma manifestação que fecha vias importantes ou mesmo uma decisão política relevante, são situações que geram grande interesse local. 

Cuidado com o plágio

Copiar conteúdo produzido por terceiros e assinar como seu ou apenas omitir o autor é uma prática chamada de plágio. Acontece sempre que alguém se apropria indevidamente da obra intelectual de outra pessoa. O plágio no jornalismo é um assunto grave, recorrente e passível de punição.

 É preciso estar atento para não sucumbir a tentação do CRTL + C e CRTL + V. A prática além de imoral é considerada crime por meio da Lei dos Direitos Autorais, n° 9.610/1988. Uma maneira simples de evitar este problema é citar a fonte de onde o conteúdo foi retirado, mas sempre se atentando para as regras de cada portal.